O verão e as doenças de pele

maoAlém de férias, calor e praia, o verão traz também o aumento de casos de doenças de pele. Para curtir a estação mais quente do ano sem estes problemas, o dermatologista Cesar Cuono, alerta: “Alguns cuidados como aplicação regular do filtro solar e dos repelentes são essenciais”.

O sol é a nossa maior fonte de energia. É importante na síntese da vitamina D para a prevenção do raquitismo em crianças e osteoporose, principalmente nas mulheres. Porém, seu excesso pode ocasionar queimaduras.

Cada pessoa tem um tipo de pele e, portanto, mais ou menos tolerância ao sol. Quem tem pele muito clara está mais sujeito às queimaduras (vermelhão).

Para evitar, utilize filtros solares de alto FPS (30 ou mais), repasse com freqüência – de duas em duas horas ou sempre após um mergulho. Mesmo assim, não fique exposto diretamente à luz solar. Utilize guarda-sol, bonés ou chapéus.

Esqueceu dos cuidados, paciência! Agora é intensificar a hidratação da pele com cosméticos concentrados e fazer compressa fria com chá de camomila. Se a queimadura for muito intensa, aplique clara de ovo, pois isto possibilita a formação de uma película protetora no local.

É importante ter em mente que o sol, não só promove um envelhecimento precoce (rugas e manchas), como é o maior responsável por desencadear câncer de pele. E não se engane, o Melanoma, é um câncer de pele e um dos piores tumores que podemos ter.

Micose
Micoses são infecções provocadas por fungos que adoram o calor e a umidade. É de dezembro a março, período em que freqüentamos mais as praias e temos maior contato com eles. Porém, só com o suor provocado pelo aumento da temperatura, podemos apresentar “frieiras” entre os dedos dos pés, descamação nas plantas dos pés e “assaduras” na região da virilha. Tudo isto, mesmo sem ir à praia.

Para prevenir, o ideal é usar roupas leves, de preferência de algodão. Sempre que possível aplique talco ou amido de milho (maizena) nessas áreas para manter o local seco.

Herpes
Também freqüente nessa época, a Herpes Simples Recidivante aparece porque o sol, em excesso diminui a imunidade da pele e reduz células de defesa da derme, deixando as pessoas portadoras do vírus mais susceptíveis ao aparecimento das lesões. A dica é usar muito filtro solar, não se esquecendo dos lábios.

Fitofotodermatose
Na hora de se refrescar com um delicioso suco de limão ou com a famosa caipirinha, é importante lembrar que o contato da fruta destas bebidas na pele, junto com a exposição solar provoca queimadura, a Fitofotodermatose. Por isso, a atenção deve ser redobrada.

O limão tem a substância furocumarina, que é um potentíssimo bronzeador, ou sensibilizante da pele ao sol. Essas lesões podem ser de até terceiro grau, com cicatrizes deformantes, dependendo do tipo de pele e da exposição a que se submeteu.

A dica é nunca mexer com o limão diretamente no sol. Antes de se expor, lave bem as mãos com bastante água e sabão, e também o tronco, se estiver sem camisa, porque ele espirra quando espremido. As frutas cítricas e, também, o figo e o caju podem ter o mesmo efeito.

Dr. Cesar conclui que com estes cuidados suas férias serão mais gostosas e ressalta: “Não se automedique. Ao primeiro sintoma das doenças, procure um dermatologista para diagnóstico e tratamento adequados”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: