Sintomas e tratamento para hanseníase

Considerada um dos principais problemas de saúde pública do País, a hanseníase atinge 52 mil pessoas por ano. A enfermidade, também conhecida como lepra, forçou o isolamento de muitos pacientes durante séculos. Hoje, a hanseníase tem cura e a Secretaria de Saúde e Defesa Civil, através do Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária (Ieds – Curupaiti), auxilia no tratamento de hansenianos.

O Brasil é o segundo País em número de casos no mundo, ficando atrás apenas da Índia. É um problema muito sério. A hanseníase ainda é estigmatizada. Continuamos a batalhar para que os doentes iniciem seus tratamentos e continuem com suas atividades de rotina”, explica o dermatologista do Curupaiti, Francisco Reis Vianna.

A doença infecciosa, causada pelo bacilo de Mycobacterium leprae, afeta os nervos e a pele. A hanseníase não é hereditária e sua transmissão é feita pelas vias aéreas. A infecção acontece através do contato íntimo e diário. O contágio ocorre em condições sanitárias deficientes e de subnutrição.

Redução ou perda de sensibilidade a temperaturas e à dor; aparecimento de manchas pálidas, esbranquiçadas ou avermelhadas; dormência no corpo; aparecimento de inchaços no rosto, orelhas, mãos e cotovelos; e entupimento constante no nariz são indícios de que a pessoa pode estar contaminada pela doença.

“A transmissão é muito fácil. Uma pessoa doente, sem tratamento, pode contaminar de 50 a 70 cidadãos com um simples espirro. Mas quem está em tratamento, não transmite a enfermidade. Em menos de uma semana após o tratamento, o hanseniano está esterilizado”, afirma Francisco Reis Vianna.

O tratamento contra a hanseníase é realizado de acordo com o tipo da doença. Quando a enfermidade apresentar poucos bacilos, a cura é mais rápida e o tratamento consiste na ingestão de um comprido diário e uma dose mensal de remédios durante seis meses. O tipo do mal que possui muitos bacilos é tratado através do consumo de 12 doses do medicamento e, durante dois anos, dois outros remédios.

“O tratamento é 100% eficaz e os medicamentos podem ser obtidos gratuitamente em hospitais da rede estadual. A doença, se não tratada, causa mutilações, perda da visão e esterilidade. Essa era a história natural da hanseníase até a década de 40, quando não havia cura”, relata o dermatologista.

O Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária (Ieds), em Jacarepaguá, trata 75 hansenianos no ambulatório. A unidade atende ainda 365 pacientes, que não tomam mais remédios, e são moradores da colônia.

Anúncios

5 Respostas

  1. Quando em caso de duvida, ao procurar o orgao de saude da cidade é normal se ter a proxima examinaçao para daqui a 20 dias? com quanto tempo o problema pode se agravar?

    In case of doubts, after having looked for the Health department of the city, is it normal to have the next appointment postponed to about 20 days, I meam, how long does this sickness take to become worse/serious?

    • Angela, a hanseníase não progride em tão poucos dias. O importante é procurar um médico tão logo se perceba os sintomas e seguir todas as orientações médicas.

  2. achei a resposta aqui !!

  3. Olá! Bom dia, poderia informar se mulheres com fortes dores nos seios, durmencia nas mãos e dores de vez em quando nas juntas , é indicio de hanseniase? Aguardo resposta.

    • Olá, Jenilson!

      Pelo o que você informa não parece hanseníase. O principal a ser observado é se a mulher está perdendo a sensibilidade às temperaturas e à dor em alguma parte do corpo, este é um dos maiores indicativos da presença da doença. De qualquer forma, é importante procurar um médico para avaliar essas dores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: