Tratamento para asma gratuito no ABC (SP)

A Disciplina de Pneumologia da Faculdade de Medicina da Fundação do ABC inicia na próxima semana (4 de maio) triagem de pacientes em três novos estudos sobre asma. As pesquisas são direcionadas a homens e mulheres com mais de 18 anos, que apresentem a doença de maneira persistente (sintomas constantes) nos níveis leve, moderado ou grave. O tratamento é totalmente gratuito e tem duração média de 16 semanas.

Critérios de inclusão: Para participar dos estudos, os pacientes devem ter asma há pelo menos um ano, não ter mais que duas internações ou ida ao pronto-socorro no último ano e não fumar há pelo menos seis meses. Mulheres grávidas ou com intenção de engravidar não poderão participar.

A triagem inicial será feita por telefone. Os pacientes passarão por entrevista que incluirá itens como histórico da doença, medicações administradas anteriormente e doenças associadas, entre outros. Todos os que se enquadrarem nos critérios dos estudos serão agendados para realização de prova de função pulmonar – exame específico para verificação da capacidade do pulmão.

Por meio do resultado do exame serão definidos os pacientes aptos à inclusão nas pesquisas. “Utilizaremos medicações já conhecidas e disponíveis no mercado para o tratamento da asma. O objetivo é otimizar os resultados por meio de novas dosagens, além de comparar a eficácia entre tratamentos e a segurança”, explica a fisioterapeuta responsável pelo Setor de Reabilitação Pulmonar da FMABC, Selma Denis Squassoni.

Doença: A asma é uma doença inflamatória que ocorre nos brônquios e se caracteriza por crises de falta de ar, tosse, chiado e opressão no peito. Pode ser desencadeada por vários fatores, entre os quais mudanças climáticas e inalação de alérgenos (como poeira ou mofo), além da associação com outros fatores, como refluxo gastroesofágico.

Quando o problema aparece de maneira leve, em geral os sintomas ocorrem uma vez por semana e não influenciam significativamente na qualidade de vida do paciente. O tratamento é feito à base de antiinflamatórios. Na asma moderada, os sintomas aparecem mais que duas vezes por semana e interferem no dia-a-dia, com sono interrompido e perda de dias de trabalho/escola por conta de crises, que podem durar mais do que um dia. O tratamento é feito com antiinflamatórios inalatórios em associação com broncodilatadores. Já na asma grave, os sintomas são contínuos e diminuem significativamente a qualidade de vida do paciente, provocando idas constantes ao pronto-socorro e internação. Muitas vezes torna-se necessário uso prolongado de corticóides orais durante o tratamento.

Interessados em participar dos estudos sobre asma devem entrar em contato com o Setor de Pneumologia localizado no Anexo II da Faculdade de Medicina do ABC (Av. Lauro Gomes, 2000, Vila Sacadura Cabral, Santo André – SP). A triagem telefônica funcionará de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 15h30, pelo número (11)4438-3558.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: